Resenha Literária: Animais Noturnos



Olá meus amores!! 

A colaboradora desta quarta-feira é a Luli do blog Café com leitura na rede.

Animais Noturnos

Tony & Susan de Austin Wright é um thriller dos bons que deu origem ao filme Animais Noturnos de Tom Ford.

Quando falamos de uma adaptação a comparação é inevitável, mas aqui as diferenças são poucas: No livro Susan dá aulas de inglês na faculdade, no filme Tom Ford a transforma em uma proprietária de galeria de arte.

Já seu segundo marido além da profissão (muda de médico para empresário) também muda de nome (de Arnold para Hutton).

A confluência entre os dois mundos vividos pela protagonista – o do livro de Edward e a vida real é mais profunda e os elementos para a história pregressa do casal são mais ricos do que no livro. 

Além do apuro estético do diretor, a película traz situações que não estão presentes no livro - como conflitos e questionamentos éticos. 

A essência da trama, porém, é a mesma: Susan recebe um manuscrito de seu primeiro marido, Edward, e durante a leitura, passa a questionar as decisões tomadas no passado.

O livro que Edward envia para Susan tem a seguinte sinopse:
Tony, um pai de família viaja à noite com a mulher e a filha, no caminho encontra três sujeitos nada amigáveis e uma desgraça acontece. Tony, o único sobrevivente, passa os dias seguintes imaginando o que poderia ter feito para mudar o desfecho da história, oscilando entre a vontade de seguir em frente e de matar sua sede de vingança.
O dinamismo e tensão constantes no filme são vistos por cortes e ruídos, que tiram Susan da ficção e a trazem de volta para a realidade.

Quando ela começa a ler, nós também entramos na história do livro, ao mesmo tempo em que conhecemos por meio de flashbacks o passado dos dois.

A partir daí, temos três linhas narrativas: Susan no presente, o livro a partir do olhar dela e flashbacks do passado, que se desdobram em inúmeras possibilidades e várias camadas.

Nada está ali por acaso, assim como em um quebra cabeças onde cada peça está exatamente onde deveria estar e nenhuma outra se encaixa tão bem ali. 

Não existe obviedade e o desdobramento das camadas se dá com perfeição quando se precisa mostrar que algo de uma trama se reflita na outra.

A pergunta que não quer calar é: será que Tony e Susan conseguirão aplacar a raiva e fazer as pazes com o passado para poderem finalmente viver em paz consigo mesmos?

Jake Gyllenhaal (Edward/Tony) está perfeito.

Amy Adams como Susan também.

O grande destaque porém é Michael Shannon, cujo personagem age como impulsionador do conflito central na trama e que apesar de parecer linear, não é, já que tira vários personagens do caminho óbvio.

Animais Noturnos” é para ser assistido com calma, faz refletir, dá abertura para debates e, no final, siiiiiiim, ele toma partido.

E você leitor, qual o lado da história você ficará? 

10 comentários:

Sofia Veloso disse...

Confesso que não sou muito de ler
mas gostei da tua opinião
Beijinhos
CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
Tem post novos todos os dias

Debora disse...

Olá Fê tudo bem???


Ultimamente não estou tendo tempo para ler, a cabeça anda muito cheia de problemas e não consigo me concentrar... Mas gostei de saber sua opinião!!!



Beijinhos;
Débora.
http://derbymotta.blogspot.pt/

sandra oliveira disse...

Não conhecia ainda!!
Beijo querida,


BLOG - Vochel

Fernanda Lucena disse...

Não sabia que tinha o livro!
Me interessei pelo filme mas ando tão cansada p filmes e séries, n consigo ficar assistindo...mas sinto falta de sentar tranquila e assistir!
Vou tentar ver esse

Bjoooos
muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

Amiga Delicada disse...

Adaptação de livro é sempre diferente mesmo, mas acredita que nunca li nem o vi? Gostei muito da história! Bem complexa!

Bjinhos,
❥ AmigaDelicada.com

Inês Silva disse...

obrigada pelo comentário <3
fiquei mega curiosa :D

www.pinkie-love-forever.blogspot.com

Sté Maciel disse...

Nunca tinha ouvido falar, gostei <3

mariasabetudo

Luli Ap disse...

Oieeeee Fernandinha
Ameeeeeei participar da coluna 😍😍
Esse é um daqueles filmes que se tornou maior que o livro, muitas camadas, cortes imperceptíveis e a estética do diretor é muito elegante.
Obrigada pelo carinho.
Bjooooo enorme e excelente feriado pra ti e todos aí
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

Tony Lucas disse...

Oi, Fernanda! Tudo bem? Tenho muita vontade de ler o livro e o filme! Ah, adorei que um dos protagonistas tem meu nome! hahaha

Abraço

https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

Jovem Jornalista disse...

Não tinha ouvido falar da obra ainda.

Até mais,
Emerson Garcia

Jovem Jornalista
Fanpage
Instagram